Dear reader,
You may have noticed that we’ve changed domains from Minestories to Solid Ground online, a name that more inclusively reflects our broad range of solutions for the mining and rock excavation industries. Rest assured, you’ll still be able to read and watch the ground-breaking content you’ve come to expect. Thanks for visiting.

Donas do espaço

A série Ranger de equipamentos de perfuração de superfície top-hammer passou por uma revisão completa. A Ranger DXi redesenhada possui melhorias significativas de produtividade, usabilidade e sustentabilidade para uma ampla gama de aplicações em mineração e construção.

Desde seu lançamento, na década de 1990, a série Ranger obteve popularidade e sucesso consistentes. No entanto, até mesmo o que já é bom deve evoluir para se tornar ainda melhor.

“Os equipamentos Ranger são conhecidos por sua versatilidade para uma grande variedade de aplicações exigentes de perfuração de superfície”, conta Jarno Viitaniemi, gerente de Linha de Produto da série Ranger DXi da Sandvik Mining and Rock Technology, sobre as principais melhorias. “Nós queríamos responder aos feedbacks dos operadores e empreiteiros desenvolvendo uma nova família de perfuratrizes para essas plataformas. Também aumentamos a área de cobertura e melhoramos a eficiência de combustível. A nova cabine e os avançados recursos de automação melhoram significativamente a ergonomia, a segurança e a produtividade.”

A nova série Ranger DXi consiste atualmente em dois modelos, Ranger DX800i e Ranger DX900i, que diferem principalmente na potência do motor. A Ranger DX800i menor, com um motor de 185 kW (248 cavalos de potência), é ideal para construção de infraestrutura e engenharia civil. A maior, Ranger DX900i, com 210 kW (282 cavalos), é projetado principalmente para grandes pedreiras e pequenas minas. Em aplicações de mineração, a perfuração de desenvolvimento é a mais utilizada, embora a perfuração de produção também seja possível até certo ponto.

A nova família de perfuratrizes faz com que os equipamentos Ranger DXi remodelados sejam os mais poderosos em sua classe de tamanho, com até 27 kW de potência de percussão no Ranger DX900i. Todas as alternativas de perfuração de rocha podem ser atualizadas com a opção do sistema CSL para reduzir o consumo de óleo de lubrificação em até 300 gramas por hora.

Os equipamentos Ranger DXi possuem um novo sistema de lanças baseado no design de corrente de dentes para combinar os benefícios dos sistemas de lanças por corrente e hidráulicos. A corrente de dentes não se estica com o tempo, resultando em intervalos de manutenção maiores.

Dados técnicos: Ranger DX800i

Diâmetro do furo 64–127* mm (3”–5”)

Perfuratriz Sandvik RD925M, RD925M-C, RD921S, RD921S-C

Potência de percussão 25kW, 21kW, 33,5 cv, 28 cv

Ferramentas de perfuração 38, 45 e 51 mm (1½”, 1¾” e 2”)

Cobertura de perfuração 55 m² (592 pés²)

Tipo de motor Volvo TAD871VE Tier 4, TAD851 Tier 3

Potência do motor 185 kW, 248 cv

Tipo de cabine iCab

Tipo do controle de sistema Sandvik SICA, eletrohidráulica proporcionalmente controlada por PLC

Controle de deslocamento/braço e perfuração Controle por PLC

Limpeza de ar 8.5 m3/min, 300 cfm até 10 bar

Peso total 19.600 kg, 43.210 lb

*A fábrica deve ser consultada para furos maiores que 127 mm.

 

O novo sistema de braços também melhora diretamente a produtividade, graças a um retentor móvel redesenhado, que combina o indicador de emborque e o retentor em um único atuador. Isso elimina a distância de perfuração perdida entre o retentor e o nível do solo, aumentando-a em 300 milímetros.

A filosofia de design dos equipamentos Ranger DXi continua sendo baseada em uma superestrutura giratória de contrapeso, que permite estruturas de braços maiores e mais pesadas sem comprometer a estabilidade e o alcance excelentes. O arco de cobertura semicircular de 180o da antiga Ranger DX agora foi atualizado, permitindo que a superestrutura gire em um arco de 290o. O alcance do braço também aumentou em cerca de 40 centímetros. Agora, os equipamentos cobrem uma área total de até 55 m2 sem se deslocarem. Mesmo a perfuração ascendente vertical é possível em uma maior extensão de alturas devido à articulação de inclinação extra na estrutura do braço.

A área de cobertura aumentada melhora significativamente a produtividade, reduzindo a necessidade de deslocamento. Suponhamos 28 furos, com uma profundidade de 12 metros e um tamanho de 89 mm, totalizando 336 metros a serem perfurados em um padrão de 2,5 por 3 metros.

Com um equipamento convencional e tempo de deslocamento conservador de cinco minutos, isso acrescentaria até 15 deslocamentos, ou seja, um total de 75 minutos de produção perdidos.

Com uma Ranger DXi, a área de cobertura maior reduz o número de deslocamentos para três, em um tempo total de apenas 15 minutos. Isso significa mais 60 minutos de perfuração em cada turno. Em condições difíceis do solo, isso aumenta a produção total em até 100 metros perfurados por turno.

Do ponto de vista do operador, uma das características mais proeminentes na nova Ranger DXi é a cabine iCab notavelmente silenciosa. O nível de ruído medido em condições padronizadas, com o ar condicionado no máximo, é de apenas 73,5 decibéis. Até mesmo valores mais baixos são possíveis em condições normais de operação.

Outro benefício da iCab é o seu tamanho. A cabine é grande o suficiente para duas pessoas, permitindo que um treinador se sente atrás do operador, o que pode suavizar a curva de aprendizagem de novos colaboradores.

O filtro HEPA do sistema de ar está em conformidade com a classe de filtragem F7, de acordo com a norma EN 779, para partículas de ≥1 μm. Isso proporciona uma proteção adequada contra fuligem e poeira inalável. Como opção, a classe de filtragem pode ser atualizada para H13 (EN 1822) para fornecer proteção comparável a dos ambientes hospitalares e da indústria de alimentos.

São máquinas robustas, mas fáceis de utilizar.

Os equipamentos Ranger DXi oferecem uma ampla gama de recursos e opções avançadas de automação. Com a opção de furos automáticos, todo o ciclo de perfuração pode ser concluído sem a intervenção do operador, incluindo a navegação furo a furo e o alinhamento. A opção de controle remoto a rádio permite retirar o operador inteiramente da proximidade do equipamento se a estabilidade da área for questionável, por exemplo.

Com o sistema de controle de perfuração iTorque, várias opções de perfuração selecionáveis podem ser salvas para diferentes condições de rocha. Outras opções avançadas de automação incluem o sistema de navegação de furos TIM3D, que permite o uso simultâneo do modelo de superfície e do plano de perfuração para ajustes mais precisos da operação em condições específicas. Recursos de transferência de dados sem fio e coleta de dados também estão disponíveis para integrar efetivamente a perfuratriz aos processos gerais de perfuração e desmonte do cliente.

“Em suma, a nova série Ranger DXi oferece uma combinação superior de produtividade e benefícios avançados de saúde e segurança”, conclui Viitaniemi. “São unidades robustas, porém fáceis de usar, para demandas e condições exigentes das indústrias de engenharia civil, pedreiras e mineração.”

Benefícios Ranger DXi

  • Remodelagem completa para desempenho e segurança melhorados
  • Nova família de perfuratrizes para máxima potência em relação ao tamanho
  • Área de cobertura maior para maximizar a produtividade e minimizar o deslocamento desnecessário
  • Excelente economia de combustível para OPEX mínimo e sustentabilidade otimizada
  • Local de trabalho silencioso e ergonômico com iCab
  • Opções avançadas de automação para excelentes conectividade e produtividade