Dear reader,
You may have noticed that we’ve changed domains from Minestories to Solid Ground online, a name that more inclusively reflects our broad range of solutions for the mining and rock excavation industries. Rest assured, you’ll still be able to read and watch the ground-breaking content you’ve come to expect. Thanks for visiting.

<p>Karen Hudson-Edwards, professora de Mineração Sustentável, Universidade de Exeter, Reino Unido.</p>
Mostrar legendaOcultar legenda

Karen Hudson-Edwards, professora de Mineração Sustentável, Universidade de Exeter, Reino Unido.

Melhorando o ar subterrâneo

Garantir ar de qualidade em ambientes de mineração subterrânea é um dos problemas mais críticos enfrentados no setor. O projeto Borden da Goldcorp, no Canadá, está desenvolvendo a primeira mina totalmente elétrica do mundo usando equipamentos da Sandvik Mining and Rock Technology para ajudar a minimizar as emissões no subterrâneo. No entanto, a empresa vai ter que fazer ainda mais para combater os riscos para a saúde associados à má qualidade do ar. A Solid Ground conversou com Karen Hudson-Edwards, professora de Mineração Sustentável na Universidade de Exeter, para saber sua opinião sobre o que pode ser feito.

Quais os problemas de saúde associados à má qualidade do ar em minas subterrâneas?

A má qualidade do ar causada por contaminantes como calor, umidade, poeira, gases tóxicos, inflamáveis, radioativos e sufocantes pode levar a uma variedade de problemas de saúde, entre eles a perda de concentração, estresse, irritação do trato respiratório, envenenamento e doenças como pneumoconiose, fibrose, silicose, doença do pulmão negro e câncer de pulmão.

Quais são OS desafios para fornecer ar de boa qualidade para ambientes subterrâneos?

Um deles é fornecer ar de boa qualidade da maneira mais econômica possível. Isso requer uma boa compreensão dos volumes e velocidades de ar necessários, juntamente com os possíveis contaminantes produzidos. Isto é muito real quando a mineração é cada vez mais profunda, porque o gradiente geotérmico aumenta e os sistemas de ventilação precisam fornecer mais ar ou refrigeração por longas distâncias.

Quais perigos controlados pela ventilação afetam mais a qualidade do ar no subterrâneo?

Os sistemas de ventilação podem ser associados a incêndios e explosões. Falhas de energia que resultam no desligamento dos sistemas podem levar à falta de oxigênio e ao acúmulo de gases tóxicos para os colaboradores das minas. Poeiras subterrâneas podem se acumular e serem redistribuídas por equipamentos de ventilação ou produzidas pela corrosão desses equipamentos por conta de desgastes ou reações com o ar contaminado.

Como a tecnologia moderna pode ajudar a melhorar as condições do ar?

A tecnologia da computação desempenha um papel cada vez maior em todas as atividades de mineração subterrânea, incluindo a ventilação. Por exemplo, os sistemas de Ventilação sob Demanda (VOD) são capazes de suprir as faces das minas em operação com ventilação eficiente e de alta qualidade, enquanto reduzem ou não ventilam as inativas. Os VODs operam por sensores que enviam dados sobre a qualidade do ar, localização da equipe e outros fatores para sistemas centralizados que ajustam e controlam a ventilação. Isso sustenta a boa circulação do ar para os colaboradores e, ao mesmo tempo, reduz os custos. Outras inovações incluem a ventilação com troca de calor, atualmente usada na mina Creighton da Vale, em Ontário, e o resfriamento por ar comprimido hidráulico para minas profundas.

O que fazer para mitigar a exposição a contaminantes transportados pelo ar?

Sistemas modernos e bem conservados de supressão, ventilação ou exaustão são essenciais para eliminar ou minimizar contaminantes do ar e garantir que a ventilação seja fornecida de forma consistente. Idealmente, eles devem atender leis, códigos de práticas e planos de gerenciamento aprovados para a mineração subterrânea que visam regular e reduzir a exposição dos colaboradores a contaminantes. Para reduzir as emissões de diesel, veículos elétricos movidos a bateria e equipamentos móveis controlados remotamente estão sendo usados. Eles têm muitos outros benefícios, como a redução de emissões, custos, calor, ruído e vibração.

Existe uma versão moderna do “canário da mina de carvão”?

As tecnologias inteligentes são essa versão modernizada. Elas são usadas para monitorar, detectar, controlar e compartilhar informações e operar remotamente e 24 horas por dia. A variedade dessas tecnologias é ampla e crescente. Exemplos incluem redes de sensores sem fio, identificação por radiofrequência, redes inteligentes, sensoriamento móvel e computação em nuvem. A Internet das Coisas combina muitas dessas tecnologias em uma rede controlada remotamente.