Dear reader,
You may have noticed that we’ve changed domains from Minestories to Solid Ground online, a name that more inclusively reflects our broad range of solutions for the mining and rock excavation industries. Rest assured, you’ll still be able to read and watch the ground-breaking content you’ve come to expect. Thanks for visiting.

<p>O amor de Richard McMahon pela mineração o levou ao redor do mundo.</p>
Mostrar legendaOcultar legenda

O amor de Richard McMahon pela mineração o levou ao redor do mundo.

Volta ao mundo em 30 anos

Em setembro de 2010, a Kinross adquiriu a mina Chirano, em Gana. A mina está situada no cinturão do ouro Bibiani e a empresa espera explorar 11 depósitos de ouro espalhados em uma área de 10 km. O local já tinha minas a céu aberto, mas hoje o foco é subterrâneo. A Minestories falou com Richard McMahon, que trabalha com mineração há mais de 30 anos.

QUE TE ATRAIU PARA A MINERAÇÃO?
Quando eu era jovem, a mineração era a melhor área para trabalhar. Era onde estava o dinheiro. Havia também a oportunidade de viajar. Depois de trabalhar em Ontário, tive a chance de ir para o Quirguistão e depois disso não parei mais. A mineração me levou ao Vietnã, Mongólia, Ilha de Baffin e Territórios do Noroeste, no Canadá. Agora me trouxe aqui para Gana.

QUAL É SUA FUNÇÃO EM CHIRANO?
Sou o superintendente de Manutenção Móvel Subterrânea. Toda a minha carreira foi em manutenção e, embora eu tenha trabalhado um pouco com moagem e em minas a céu aberto, eu diria que 80% da minha carreira foi no subsolo. Acho importante encontrar o que você gosta de fazer e no que você é bom, e sempre se esforçar para melhorar. Por isso que quase sempre trabalhei em minas subterrâneas.

QUAL É A SITUAÇÃO ATUAL EM CHIRANO?
Nosso desempenho avançou bastante. Aqui havia uma mina a céu aberto que foi fechada recentemente, então estamos completamente focados na mina subterrânea. Estamos explorando constantemente. Atualmente, a vida útil da mina é de dois ou três anos, então espero que encontremos mais áreas que nos permitam continuar. O ambiente e as pessoas aqui são excelentes.

COMO A SANDVIK AJUDOU a MELHORAR AS OPERAÇÕES?
Quando assumimos, os equipamentos precisavam de mais atenção e cuidado, e precisávamos fazer alguns reparos. Eu entrei em contato com a Sandvik para ver como poderiam ajudar e eles repararam algumas unidades. Está tudo funcionando, e criamos um vínculo dessa forma.

Richard McMahon

Cargo: Superintendente de Manutenção Móvel Subterrânea

Hobbies: Corrida (em 2017 completou a segunda meia maratona de Toronto), patinação, pesca, caça e hipismo

Família: Casado há 30 anos; uma filha

Histórico: Criado em uma pequena comunidade no norte de Ontário.

Eles aumentaram a produção aqui e, como os equipamentos não são novos, as quebras e manutenção demoravam cada vez mais. A Sandvik entrou e se dedicou aos nossos jumbos, mostrando benefícios imediatamente. Nossa disponibilidade e tempo de atividade estão em ascensão e isso é devido ao relacionamento com a Sandvik.