Dear reader,
You may have noticed that we’ve changed domains from Minestories to Solid Ground online, a name that more inclusively reflects our broad range of solutions for the mining and rock excavation industries. Rest assured, you’ll still be able to read and watch the ground-breaking content you’ve come to expect. Thanks for visiting.

<p>A Sandvik Mining and Rock Technology exige que os principais fornecedores e subcontratados sigam suas metas de sustentabilidade.</p>
Mostrar legendaOcultar legenda

A Sandvik Mining and Rock Technology exige que os principais fornecedores e subcontratados sigam suas metas de sustentabilidade.

Parceria para alcançar metas de sustentabilidade

Compliance com o Código de Conduta da Sandvik, mais reciclagem e atender às normas internacionais de segurança são algumas das novas metas que a Sandvik exigirá de seus fornecedores à medida que a empresa implementa um programa de sustentabilidade em todo o ciclo de vida até 2030.

Para a Sandvik Mining and Rock Technology, sustentabilidade não significa apenas melhorar a eficiência energética das operações internas da empresa, reduzir as emissões de gases de efeito estufa (GEE) ou implantar equipamentos elétricos e automatizados e digitalização em minas, ao mesmo tempo que reduz o número de doenças ocupacionais pela metade.

A empresa implementou um ambicioso plano de dez anos que irá se fundir em uma abordagem de ciclo de vida, exigindo que fornecedores e subcontratados atinjam as ambiciosas metas de sustentabilidade da empresa para que todos estejam em sintonia.

A Sandvik Mining and Rock Technology exige que os principais fornecedores e subcontratados sigam os passos da empresa, reduzindo sua pegada de CO2 pela metade, melhorando a circularidade em 90%, atendendo aos padrões de saúde e segurança da Sandvik e cumprindo o Código de Conduta do Fornecedor Sandvik.

Sob o comando de Henrik Ager, presidente da Sandvik Mining and Rock Technology desde abril de 2019, a empresa dividiu seus esforços de sustentabilidade em quatro áreas essenciais que possuem objetivos de negócios concretos em toda a cadeia de suprimentos.

Reduzir as emissões de GEE é fundamental, como é para todos hoje em dia. A circularidade é mais bem descrita pelo próprio Ager: “quanto mais material podemos reutilizar, menos precisamos criar” e a ideia é fazer com que os principais fornecedores façam o mesmo ou reciclem 90% dos produtos que usam em sua produção. Saúde e segurança, ou zero dano às pessoas, é obviamente uma prioridade, e isso se manifesta internamente no enorme e contínuo desenvolvimento de equipamentos elétricos a bateria e automatizados que estão sendo testados e implementados em todo o mundo. E, por último, está a compliance com o Código de Conduta da Sandvik e, de maneira mais geral, com as próprias metas de sustentabilidade da ONU.

Nossa abordagem de ciclo de vida completo significa que trabalhamos incansavelmente em nossas operações, em toda a cadeia de suprimentos e por meio de nossas ofertas aos clientes

O gerenciamento rigoroso da cadeia de suprimentos nessas quatro linhas principais de sustentabilidade não é bom apenas para o meio ambiente, mas também para os negócios, pois os clientes estão exigindo o mesmo da própria Sandvik.

“Se começarmos com o básico, nossas próprias operações garantirão que tenhamos planos de melhoria para reduzir as emissões de GEE”, afirma Ager, que inequivocamente iguala sustentabilidade a maior produtividade. “Vamos colocá-la como um critério essencial ao desenvolver novos produtos e soluções para ter eficiência de GEE e reciclabilidade como aspectos essenciais de P&D. Definitivamente será um dos critérios de definição para selecionar os principais fornecedores.”

A declaração de missão coloca isso em contexto: “Vamos liderar a mudança em nosso setor e construir um negócio de sucesso no longo prazo que avança o mundo por meio da engenharia. Nosso objetivo é ser o parceiro inovador de nossos clientes, tornando a sustentabilidade parte de todos os aspectos do negócio e entregando valor para todos. Nossa abordagem de ciclo de vida completo significa que trabalhamos incansavelmente em nossas operações, em toda a cadeia de suprimentos e por meio de nossas ofertas aos clientes para conduzir negócios mais sustentáveis ​​e resilientes”.

A sustentabilidade é, sem dúvida, um assunto altamente complexo e com armadilhas, mas é fundamental para o desempenho de longo prazo da empresa, especialmente com fornecedores, clientes e internamente. É mais do que apenas usar um emblema verde, e é, como muitas outras empresas descobriram, um caminho claro em direção à rentabilidade para todos na cadeia de suprimentos também.

“Impulsionar a produtividade e a eficiência de GEE será fundamental, pois se não pudermos tornar os clientes mais produtivos, não sobreviveremos. Como empresa, precisamos mostrar que abordamos isso com muita seriedade e que temos um plano para nos tornarmos uma empresa mais sustentável, ajudando nossos clientes a se tornarem mais sustentáveis ​​também, para que assim todo o ecossistema seja aprimorado [incluindo os fornecedores]”, resume Ager.

Plano de 10 anos da Sandvik Mining and Rock Technology para fornecedores:

  • Exigência de 90% de circularidade dos principais fornecedores.
  • Exigência de um plano de melhorias de saúde e segurança de nossos principais fornecedores para atender aos padrões da Sandvik.
  • Todos os fornecedores devem cumprir o Código de Conduta do Fornecedor da Sandvik.

E, ao que tudo indica, essas soluções estão surgindo cada vez mais, algumas na forma de inovações inteligentes e outras como aquisições.

O bom de todos esses esforços de sustentabilidade é que eles não passam despercebidos por alguns dos maiores players do setor. Clientes como a Boliden e a Anglo American não apenas possuem metas ambiciosas de sustentabilidade, como investir em eficiência energética e segurança dos colaboradores, mas também exigem isso de seus fornecedores.